Festa junina tem gosto de curau, canjica, suco de milho, paçoca e várias outras delícias. Nessa matéria vou te ensinar duas receitas muito fáceis feitas com milho verde e te contar algumas curiosidades sobre esse alimento.

Curau

Você vai precisar de:

200ml de Naveia
uma espiga de milho verde
1 colher de sopa de açúcar
canela a gosto

Modo de fazer:

1-  Retire os grãos de milho verde cru com uma faca. Raspe a espiga com as costas da faca para retirar a base do grão(germe do milho) que é muito nutritiva.
2 – Bata no liquidificador os grãos de milho cru e Naveia.
3 – Coe usando um voal ou pano de prato.
4 – Leve ao fogo mexendo bem para não empelotar, quando engrossar desligue e coloque em uma tigela.
5 – Deixe na geladeira e quando for servir polvilhe canela.


Suco de milho verde

Você vai precisar de:

400ml de Naveia
uma espiga de milho verde
1 colher de sopa de açúcar

Modo de fazer:

1-  Retire os grãos de milho verde cru com uma faca. Raspe a espiga com as costas da faca para retirar a base do grão(germe do milho) que é muito nutritiva.
2 – Bata no liquidificador os grãos de milho cru e 200ml de Naveia
3 – Coe usando um voal ou pano de prato
4 – Leve ao fogo mexendo bem para não empelotar, quando engrossar desligue.
5 – Bata no liquidificador com mais 200ml de Naveia.
6 – Sirva gelado.


Curiosidades sobre o milho

Você sabia que as espécies de milho cruzam?

O milho tem em cada planta uma parte masculina, o pólen, que fica no pendão e uma feminina, o estigma, que fica na espiga.
O pólen pode viajar por quilômetros com o vento, ele entra na espiga através do cabelo de milho com auxilio do tubo polínico e assim fecunda cada ovulo que está dentro da espiga dando origem a cada grão de milho.
Os milhos que estão nas bordas do milharal costumam ficar mais falhados, com menos grãos fecundados.
Quando o meu vizinho planta milho devo esperar pelo menos 15 dias para não correr o risco do milho “cruzar”, pois além de modificar o genótipo da variedade de milho que plantei se o milho dele for transgênico o meu também se tornará transgênico.

Mas o que é um milho transgênico?

É um milho que foi geneticamente modificado, colocam na planta genes que fazer com que ela produza uma proteína tóxica para os insetos. E se é toxico para os insetos é claro que é tóxico para nós também. Estudos alertam o aparecimento de alergias, aumento a resistência de antibióticos, aumento de substancias tóxicas, além de terem maior quantidade de resíduos de agrotóxicos, ou seja, evite.

Infelizmente… 88,4% do milho plantado no Brasil é transgênico e isso é uma grande ameaça para biodiversidade e para nossa saúde. Mas nós podemos mudar isso, enfraquecendo a indústria de milhos transgênicos e fortalecendo os milhos não transgênicos.
Algumas sugestões de atitudes individuais que contribuem para isso:

– Tire da sua alimentação os produtos com milho transgênico, eles são assinalados na embalagem com aquele T dentro de um triangulo amarelo.
– Compre milhos e fubá de quem planta milhos de verdade, que não foram modificados geneticamente. Estimule a troca de sementes de milho e incentive o agricultor agroecológico ou orgânico a planta-los comprando dele.
– Diminuindo o consumo de alimentos de origem animal, pois boa parte desse milho transgênico (e da soja transgênica) vai para o uso de ração animal.
– Caso você tenha um animal de estimação em casa diminua a ração com ingredientes transgênicos.
– Pressionando para que medidas que enfraquecem o milho e demais cultivos transgênicos sejam tomadas.

Ajude a preservar o milho de verdade, esse alimento fantástico com uma diversidade enorme de espécies.

Compartilhado:

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.